CARACTERIZAÇÃO SOCIOECONÔMICA E LEVANTAMENTO DE ESPÉCIES VEGETAIS EM QUINTAIS AGROFLORESTAIS DA ZONA RURAL DO MUNICÍPIO DE PARAUAPEBAS, PARÁ

Gleiciane Cardoso Costa, Nayara Dayane Soares Moura, Ana Karolina Dias Farias, Erondina Araújo Alho, Gládis de Oliveira Jucoski

Resumo


RESUMO: Objetivou-se realizar a caracterização socioeconômica e o levantamento das espécies vegetais que compõem a biodiversidade dos quintais agroflorestais rurais do município de Parauapebas-Pa. Realizou-se o estudo em 6 quintais agroflorestais localizados na zona rural do município nos bairros Palmares I e Vs 10. Foi utilizado o método turnê-guiada, e a pesquisa de campo ocorreu em duas etapas. Sendo a primeira com aplicação de questionários socioeconômicos, e a segunda com a aplicação de uma ficha de campo para coleta de dados relativos as espécies cultivadas. Os parâmetros ecológicos abordados foram a abundância, riqueza, e o índice de diversidade de Shannon-Wiener (H´). Os dados mostraram que a principal motivação para manter o quintal é pela segurança alimentar (70%), a colheita ocorre de forma manual em 83% dos casos, e cerca de 70% da adubação dos cultivos é orgânica. Em relação as espécies vegetais, foram identificadas 42 famílias botânicas, 79 gêneros, com a riqueza de 89 espécies e 908 indivíduos. A família Malvaceae apresentou maior abundância com 142 indivíduos, e o índice Shannon-Wiener encontrado para os quintais agroflorestais variou de 2,21 a 3,45. Desse modo, os quintais presentes no município promovem a segurança alimentar, e também são áreas de conservação da biodiversidade local.

 

PALAVRAS-CHAVE: Agroecossistemas, Agricultura familiar, Segurança alimentar.


Texto completo:

PDF


ISSN online 2318-0188