Cabeçalho da página
<p><span><br /></span></p><p><span>Imagem da capa:</span></p><p><span>Autor: Alan Crhistian Alvão</span></p><p><span>Título: Pescadores artesanais de rede escorada (estacada), Pará, Brasil</span></p>

CONHECIMENTO ECOLÓGICO LOCAL E PERCEPÇÃO DOS IMPACTOS AMBIENTAIS POR MORADORES DA ZONA RURAL SOBRE RIACHOS E PEIXES DA BACIA DO ALTO RIO TOCANTINS, GOIÁS, BRASIL

Hugo de Oliveira Barbosa, Mateus França de Souza, Luciana de Souza Ondei, Fabrício Barreto Teresa

Resumo

Diante da crescente influência das ações humanas insustentáveis sobre a biodiversidade, é de extrema urgência intensificarmos os esforções de conservação para revertermos os impactos ecológicos negativos. Para isso, é necessário o desenvolvimento de mais ferramentas para lidar de forma eficaz com as questões ambientais. Recentemente, o conhecimento ecológico local e a capacidade de percepção das mudanças ambientais por populações que vivem em contato direto com a natureza tem ganhado destaque na comunidade científica. Logo, esse conhecimento contribui de forma complementar com as pesquisas ecológicas convencionais. Assim, nesse estudo investigamos o conhecimento e a percepção de moradores da zona rural residentes próximos a riachos da sub-bacia do rio Santa Teresa, bacia do Alto Tocantins, em relação aos impactos ambientais sobre os riachos e os peixes. O estudo foi realizado com moradores da zona rural na região Norte de Goiás, abrangendo os municípios de Formoso, Mara Rosa, Montividiu do Norte e Trombas. Os dados foram coletados por meio de entrevistas com questionário semi-estruturado, abordando o atual cenário ambiental local, as opções de uso da terra e a ictiofauna local. As informações obtidas foram analisadas sob uma perspectiva qualitativa e quantitativa. Em geral, os entrevistados percebem as mudanças ambientais e os principais impactos que causaram a perda da integridade ambiental regional, afetando os riachos. Também, destacaram a diminuição e/ou desaparecimento de algumas espécies de peixes. Além disso, demonstraram ter conhecimento ecológico relacionado à preferência de habitats, comportamento alimentar e dieta dos peixes. Este estudo evidenciou o valor do conhecimento ecológico das populações rurais do norte de Goiás. Os resultados podem ser utilizados para melhorar a pesquisa e gestão ambiental na região, bem como para aumentar a colaboração entre os gestores, pesquisadores e a população local.


Palavras-chave

Biodiversidade aquática; Brasil Central; Cerrado; Conservação ambiental; Etnoictiologia


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/ethnoscientia.v2i1.10183

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Ethnoscientia

             

ISSN 2448-1998