Cabeçalho da página

Ethnoscientia é a publicação oficial da Sociedade Brasileira de Etnobiologia e Etnoecologia (SBEE), dedicada à divulgação de textos e contribuições originais sobre a temática etnobiológica e etnoecológica.

Ethnoscientia publica manuscritos em todas as áreas da Etnobiologia e Etnoecologia, em textos sobre as relações, do presente e do passado, entre os seres humanos de diferentes sociedades e a natureza, em suas diferentes manifestações, percepções e enquadramentos. As áreas de pesquisa a serem publicadas na revista podem estar relacionadas, mas não limitadas, à etnobotânica, etnozoologia, etnopedologia, etnomicologia, etnomedicina, etnofarmacologia, etnoveterinária, etnomatemática, etnomúsica, etnoastronomia, agricultura tradicional, paleoetnobotânica, zooarqueologia, etnogastronomia e etnonutrição, legislação e regulamentação, história e filosofia da ciência, ecologia humana, ecologia cultura e memória biocultural, linguística e outras áreas envolvidas com as etnociências em suas variadas relações.

Atualmente, a revista Ethnoscientia possui a seguinte classificação de periódicos Qualis: 1. Biodiversidade: C; 2. Ciências Agrárias I: B5; 3. Ciências Ambientais: C; 4. Ciências Biológicas: C; e 5. Interdisciplinar: B5.

 

Chamada para publicação 

Dossiê: Saberes agroecológicos e Sistemas Alimentares na América Latina e Caribe

Editores do dossiê temático

Carla Giovana Souza Rocha, UFPA; Monique Medeiros, UFPA; Luis Mauro Santos Silva, UFPA; Emmanuel Duarte Almada, UEMG; Nemer E. Narchi, ColMich; Claudia I. Camacho Benavides, UAM-Xochimilco; Víctor Gayol, ColMich; Octavio A. Montes Vega, ColMich.

Atreladas a uma Sindemia Global, na qual articulam-se as epidemias de desnutrição, obesidade e mudanças climáticas, desigualdades e vulnerabilidades de distintas sociedades foram se consolidando ao longo dos anos. Intensificadas pela crise sanitária decorrente da Covid-19, tais desigualdades e vulnerabilidades, por um lado, enfatizam os limites de um modelo de desenvolvimento puramente economicista e, por outro lado, a importância da agroecologia na construção de sistemas alimentares mais territorializados como estratégica na superação desse modelo de desenvolvimento. 

Em distintos recantos da América Latina e do Caribe a agricultura high tech, ou 5.0, vem se despontando e impulsionando essas regiões a consolidarem-se como as maiores produtoras e exportadoras de commodities do globo. Entretanto, nesses cenários, coexiste com o denominado ‘progresso’ a dificuldade de acesso a alimentos em quantidade e qualidade adequadas por boa parte da população. Na esfera ambiental, assistimos a desastres climáticos, sabidamente catalisados pelas escolhas por projetos homogeneizadores de desenvolvimento.

De forma contra-hegemônica, evidenciam-se múltiplas experiências, pautadas nos etnossaberes e em práxis agroecológicas, potencializadoras do reequilíbrio das forças que estimulam dietas mais saudáveis, priorizam o uso da terra para uma agricultura justa, limpa e sustentável, e reduzem substancialmente as emissões de gases de efeito estufa. 

Justamente com a atenção voltada a essas experiências, que envolvem camponeses, quilombolas, comunidades tradicionais e povos originários da América Latina e Caribe, esse dossiê da Revista Ethnoscientia receberá artigos de pesquisa, artigos de revisão, relatos de caso, entrevistas, cartas e manifestos, comunicações breves e criações artísticas, com foco nas diversas interfaces entre saberes e práticas agroecológicas que refletem nos sistemas alimentares e na construção de sistemas saudáveis e sustentáveis. 

Tendo em vista que a Revista Ethnoscientia é a publicação oficial da Sociedade Brasileira de Etnobiologia e Etnoecologia (SBEE), e dado o seu caráter inter-transdisciplinar, que tem como foco a reflexão sobre as diversas formas de relações entre os seres humanos de diferentes sociedades e a natureza, considera-se relevante publicar estudos e relatos sobre saberes e práticas agroecológicas tendo em vista o bem viver.


Cronograma

-Datas de abertura e encerramento para chamada de artigos: 20 de novembro de 2021 a 28 de fevereiro de 2022

-Previsão de entrega de todos os artigos aprovados pelos pareceristas: 30 de abril de 2022

-Previsão de data com o texto completo da chamada para submissão de artigos no dossiê temático: 31 de maio de 2022


E-mail para envio do trabalho: ethnoscientiadossie@ufpa.br