Cabeçalho da página

Elementos para uma filosofia universal da biologia: vida e a origem da ordem

Letícia Paola Alabi, Charles Morphy Dias Santos

Resumo

O Darwinismo Universal foi um conceito desenvolvido por Richard Dawkins em 1983. Ele responde positivamente à conjectura “Se existe vida fora da Terra, os organismos evoluem como os seres vivos da Terra?”. Por implicar em uma pergunta empírica, testável apenas quando encontrarmos vida extraterrestre, ela pode ser reformulada nos seguintes termos: “se existe vida fora da Terra, conseguiríamos detectá-la utilizando ferramentas baseadas no Darwinismo Universal?”. Cabe avaliar se a complexidade adaptativa centrada na seleção natural seria suficiente para explicar a evolução orgânica em qualquer parte do universo. O próprio Charles Darwin defendia um pluralismo explicativo para a evolução. Aqui, a proposta é discutir uma definição geral de vida não fundamentada exclusivamente na ideia de seleção natural mas incluindo conceitos como a auto-organização, que explica a emergência da ordem biológica a partir de características intrínsecas dos sistemas físico-químicos. O darwinismo estendido é um possível quadro teórico que busca uma compreensão universal da vida como um fenômeno emergente no intuito de reabilitar a universalidade e autonomia biológica, tendo como norte diferentes mecanismos evolutivos. Assim, abre-se um novo nicho epistemológico, que permite desenvolver uma visão plural para a filosofia da biologia.


Palavras-chave

auto-organização; bioassinatura; darwinismo universal; evolução; seleção natural


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/amazrecm.v11i22.2136

Direitos autorais 2015 CC-BY



Creative Commons License