Cabeçalho da página

Reflexão sobre o ensino de análise combinatória no Ensino Médio: percepções de professores formados no CEUNES–UFES

Géssica Gonçalves Martins, Joccitiel Dias da Silva

Resumo

O objetivo geral desta pesquisa foi investigar as perspectivas dos professores de matemática formados no CEUNES/UFES (Polo Universitário Norte do Espírito Santo), com relação à aplicação do tema Análise Combinatória em sala de aula. A Teoria da Transposição Didática de Yves Chevallard fundamentou teoricamente as intenções deste trabalho. Contou-se com a participação de 26 professores, com formação inicial pelo CEUNES/UFES, no curso de Licenciatura Plena em Matemática. Os sujeitos pesquisados responderam a 10 perguntas de um questionário organizado em três blocos. O primeiro bloco foi pensado com intenção de mostrar como os participantes conceituam a Combinatória; o segundo bloco, a fim de investigar a visão dos professores sobre sua formação inicial e o terceiro bloco para perceber se eles ensinam o assunto em questão baseados na legislação pertinente. De maneira geral, pode-se verificar que os professores terminaram o curso com a impressão de que não aprenderam durante a graduação o tema Análise Combinatória. No entanto, as ferramentas básicas para esse tema são dominadas pelos profissionais participantes, o que indica que aprenderam os conteúdos que sustentam a Combinatória, mas não conseguiram apropriar-se e promover a interação necessária entre eles. Além disso, foi possível apontar que a fonte mais consultada pelos professores para apropriação do assunto é o livro didático. Outro fato que chamou atenção foi a conclusão de que os professores desse grupo, em geral, não conhecem o PCNEM.


Palavras-chave

análise combinatória; formação de professores; transposição didática


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/amazrecm.v11i21.2369

Direitos autorais 2014 CC-BY



Creative Commons License