Cabeçalho da página

Ensino de Química em diferentes contextos sociais

Bruno Ferreira dos Santos

Resumo

Este artigo apresenta o desenvolvimento de um programa de pesquisa sobre o ensino de Química orientado por um marco teórico da Sociologia da Educação, e discute seus principais resultados. Sob uma perspectiva de análise comparativa, as práticas pedagógicas de professores de Química que ensinam em escolas de diferentes contextos sociais foram caracterizadas por um conjunto de indicadores relacionados com as regras do discurso pedagógico e associadas às questões macros sociais de poder e de controle, de acordo com a teoria de Basil Bernstein. O artigo apresenta os resultados mais relevantes obtidos, destacando as características menos favoráveis à aquisição dos conhecimentos e competências científicas e que, muitas vezes, constituem as práticas observadas nas escolas onde estudam os estudantes mais carenciados do espectro social. Por outro lado, alguns resultados também demonstram que, ao alterar algumas dessas características, professores conseguem elevar o desempenho dos estudantes. Estes resultados trazem implicações para a formação de professores de Química e para as políticas públicas. Na parte final, discutem-se os desdobramentos e direções para pesquisas futuras relacionadas com este programa.


Palavras-chave

ensino de química; contexto social; discurso pedagógico


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/amazrecm.v13i28.4898

Direitos autorais 2017 Amazônia: Revista de Educação em Ciências e Matemáticas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.