Cabeçalho da página

Concepções dos professores de matemática quanto a utilização de exercícios, situações contextualizadas e problemas

Janaína Poffo Possamai, Dionei Cardozo, Juliana Meneghelli

Resumo

Esse estudo tem como objetivo identificar como os professores da Educação Básica diferenciam e empregam as diferentes atividades matemáticas, delimitadas aqui por exercícios, situações contextualizadas e problemas, em suas práticas pedagógicas, através da aplicação de um questionário. Para tanto, tem-se uma revisão bibliográfica sobre os pressupostos da metodologia de Resolução de Problemas, especificando suas diferentes abordagens, bem como, a diferenciação entre essas atividades destacadas. A pesquisa foi realizada com 116 professores que atuam tanto no Ensino Fundamental como no Ensino Médio. A partir deste estudo conclui-se que parte dos professores possuem uma concepção equivocada sobre os termos situação contextualizada e problema, não sabendo diferenciá-los corretamente, o que implica em abordagens não adequadas para cada uma das etapas de aprendizagem, desde a introdução de um novo conteúdo até a sua avaliação. Por fim, frente aos resultados analisados recomenda-se que cursos de formação continuada sejam promovidos para que a Resolução de Problemas, enquanto metodologia, possa de constituir como uma prática de sala de aula da Educação Básica.


Palavras-chave

resolução de problemas; exercícios; situações contextualizadas; ensino de Matemática


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/amazrecm.v14i31.5701

Direitos autorais 2018 Amazônia: Revista de Educação em Ciências e Matemáticas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Creative Commons License