Cabeçalho da página

Tendências das publicações brasileiras sobre a formação de professores indígenas em ciências da natureza

Silvana Costa Santa Rosa, Edinéia Tavares Lopes

Resumo

A partir da Constituição Federal de 1988, inicia-se a discussão sobre um novo formato de escola indígena. Para esse novo formato de escola, surge a necessidade da formação de professores indígenas, para atender a carência desse profissional, na educação básica. Esse estudo teve como objetivo realizar um levantamento das publicações nacionais, dos últimos quinze anos, sobre a formação de professores indígenas em Ciências da Natureza. Para selecionar teses, dissertações e artigos nacionais, relacionados com a temática em estudo, foram realizadas buscas nos sítios da Biblioteca Digital de Teses e Dissertações (BDTD), do Scientific Eletronic Library Online (Scielo) e do periódico da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Ensino Superior (CAPES). A partir das leituras dos resumos, foram selecionadas as produções que apresentavam relação direta com a temática investigada. Realizamos a leitura das produções, identificando o quantitativo, ano, estados, regiões, instituições vinculadas, nível, contextos investigativos e o que anunciam. Foram encontrados 58 trabalhos, sendo esses, 21 teses, 17 dissertações e 20 artigos. Desse total, apenas 2 trabalhos apresentam relação direta com o tema, suas discussões estão voltadas para as tensões e conflitos decorrentes do encontro entre saberes indígenas e os saberes provenientes da Ciência Moderna, assim como da diversidade cultural presente na formação de professores indígenas. Compreendemos, que a formação de professores indígenas em Ciências da Natureza, exerce papel chave para que a área de Ensino de Ciências colabore com os projetos de autossustentação e autodeterminação dos povos indígenas, daí a importância de se conhecer como está a produção científica sobre o tema. Verificamos que o campo de formação de professores indígenas é novo no Brasil e, mais especificamente, as investigações sobre a formação de professores indígenas em Ciências da Natureza.


Palavras-chave

formação de professores indígenas; licenciaturas interculturais


Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: 1988.

BRASIL. Ministério da Educação. Referencial Curricular Nacional Para as Escolas Indígenas. Brasília: MEC/SEF, 2002b.

BRASIL. Ministério da Educação. Referenciais para a formação de professores Indígenas. Brasília: MEC, 2002

BRASIL. Ministério da Educação. Resolução nº 1, de 7 de janeiro de 2015. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores Indígenas em cursos de Educação Superior e de Ensino Médio e dá outras providências. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=16870-res-cne-cp-001-07012015&Itemid=30192. Acesso em: 01 jun 2018..

CAVALCANTE, Lucíola Inês Pessoa. Formação de Professores na perspectiva do movimento dos professores indígenas da Amazônia. In: Revista Brasileira de Educação, N. 22, p. 14-24. 2003. Disponível em: . Acesso em: 19 maio 2017.

FERNANDES, Dulcilene Rodrigues. Formação de professores indígenas: um rito de passagem? Cuiabá: EDUFMT, 2009.

GRUPIONI, Luís Donisete Benzi. Experiência e desafios na formação de professores indígenas no Brasil. In: Em Aberto. Brasília: INEP, v. 20, n. 76, p. 13-18. 2003. Disponível em:

LOPES, Edinéia Tavares. Ensino-Aprendizagem de Química na Educação Escolar Indígena: O Uso do Livro Didático de Química em um contexto Bakairi. Química Nova na Escola, São Paulo, vol. 37, n° 4, p. 249-256, nov. 2015. Disponível em: .

LOPES, Edinéia Tavares; BRITO, Edson Machado de Brito; ROSA, Silvana da Costa Santa; JESUS, Yasmin Lima de Jesus. Justiça social: utopias e realidades na elaboração da e na Educação Escolar Indígena. In: OLIVEIRA, Ilzver de Matos; SOUZA, Otavio Augusto Reis de; ANDRADE, Fábio Santos de Andrade (Orgs.). Movimentos Sociais, Justiça e sóciobiodiversidade: Pesquisas Contemporâneas. Curitiba: Editora CRV, 2017.

SILVEIRA, Katia Pedroso. Tradição Maxakali e o conhecimento científico: diferentes perspectivas para o conceito de transformação. Dissertação (Mestrado). UFMG: Belo Horizonte, 2010. Disponível em: . Acesso em: 15 maio 2017.

VALADARES, Juarez Melgaço; SILVEIRA, Célio da. Entre o cristal e a chama: a natureza e o uso do conhecimento científico e dos saberes tradicionais numa disciplina do Curso de Formação Intercultural para Educadores Indígenas da Universidade Federal de Minas Gerais (FIEI/UFMG). Ciências e Educação, Bauru, v. 22, n. 2, p. 541-553. 2016. Disponível em: . Acesso em: 04 jul. 2017.




DOI: http://dx.doi.org/10.18542/amazrecm.v14i32.5805

Direitos autorais 2018 Amaz RECM

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Creative Commons License