Logo do cabeçalho da página Revista Margens Interdisciplinar

A TRAJETÓRIA HISTÓRICA DA IDEOLOGIA NEOLIBERAL E SUAS IMPLICAÇÕES NAS POLÍTICAS PÚBLICAS EDUCACIONAIS DO BRASIL

Virna Lumara Souza LIMA

Resumo

Diante do surgimento de uma nova forma de gerenciar a administração pública brasileira, advinda dos preceitos que regem a iniciativa privada, em cujo discurso repousa a ideia da busca por qualidade nos serviços e eficiência no uso dos recursos financeiros, é possível perceber que o Estado tem sofrido uma reconfiguração, trazendo consequências às chamadas políticas sociais. É possível, portanto, vislumbrar um rito de passagem do chamado Estado de Bem-estar social para o Estado neoliberal. Nas políticas educacionais, em especial, o Estado Mínimo, proposto pelo neoliberalismo, e a perspectiva gerencial na administração pública trouxeram diversas implicações que podem ser mais bem compreendidas ao avaliar como tais proposições adentraram no contexto brasileiro. Este artigo tem o objetivo de refazer a trajetória pela qual tais preceitos foram introduzidos no Brasil, culminando na mudança de comportamento do Estado para com as políticas públicas educacionais, além de trazer à reflexão as principais implicações na educação brasileira.
Palavras-Chave: Estado; Neoliberalismo; Políticas públicas educacionais.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/rmi.v11i16.5394

Copyright © 2015 - Todos os direitos reservados à Revista Margens Interdisciplinar - ISSN: 1982-5374

Universidade Federal do Pará - Campus Universitário de Abaetetuba - Editora Campus de Abaetetuba