Logo do cabeçalho da página Revista Margens Interdisciplinar

“ELES [OS/AS DISCENTES] SEMPRE GOSTAM, TÊM MUITA EXPECTATIVA, FICAM ANSIOSOS PRA TER LOGO A DISCIPLINA”: AS POSSIBILIDADES E OS IMPASSES COM O ENSINO DA SEXUALIDADE NA ESCOLA

Suse Mayre Martins Moreira AZEVEDO

Resumo

Em tempos de discursos de ódio e retaliação insistente ao trabalho com a sexualidade na educação, este artigo analisa as potencialidades e os impasses da abordagem desta temática no espaço escolar. A pesquisa se ancora nos referenciais pós-críticos e foi desenvolvida em escolas municipais de Jequié-BA que apresentam a disciplina Educação para Sexualidade na matriz curricular dos anos finais do ensino fundamental. Para a produção e análise de dados foram realizadas entrevistas semiestruturadas com onze docentes que lecionam a disciplina. A existência de um componente curricular destinado ao ensino da sexualidade garante um lugar para as discussões distanciando-se das ações descontínuas e pontuais, além do que, há um envolvimento dos/as discentes com a disciplina, oportunizando espaços de diálogo, inclusive de temas como diversidade de gênero e sexual. Todavia, há o risco de aprisionar os debates sobre sexualidade neste espaço, desresponsabilizando as/aos demais docentes em trabalhar com o tema.
Palavras-chaves: Educação; Sexualidade; Gênero; Formação.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/rmi.v11i17.5431

Copyright © 2015 - Todos os direitos reservados à Revista Margens Interdisciplinar - ISSN: 1982-5374

Universidade Federal do Pará - Campus Universitário de Abaetetuba - Editora Campus de Abaetetuba