Cabeçalho da página

Direitos humanos e a formação de professores que ensinam Ciências

Ana Carla de Souza, Erllon Rodolfo Viegas Barata, Nívia Magalhães da Silva Freitas, Nadia Magalhães da Silva Freitas

Resumo

Temáticas como dignidade da pessoa humana, necessidades e direitos humanos, e também aquelas relacionadas a princípios e a valores como liberdade, respeito, igualdade, justiça e não discriminação, entre outras, precisam adentrar os espaços de formação de professores, com a perspectiva de reafirmar e de disseminar os princípios relativos aos direitos humanos. O trabalho de pesquisa-formação, desenvolvido no contexto do tema “Relações entre Ciência, Sociedade e Cidadania II”, junto aos discentes do Curso de Licenciatura Integrada em Educação em Ciências, Matemática e Linguagens, da Universidade Federal do Pará, objetivou apreender em que termos uma experiência formativa, envolvendo “a afirmação dos direitos humanos”, contribui para a necessária problematização do seu oposto “a violação dos direitos humanos”. Para tal, utilizamos fotos reproduções que apresentavam situações degradantes com seres humanos. Trouxemos para este artigo as análises relativas às ponderações de dois licenciandos, relativas ao trabalho infantil, para problematizar os desdobramentos vinculados à violação dos direitos humanos e à dignidade humana. Nesse processo, observamos que a cultura da relativização das situações que implicavam em violação dos direitos humanos foi, naquele momento, abandonada. A postura frente à experiência formativa voltou-se à sensibilidade para a condição humana.


Palavras-chave

Direitos humanos, formação de professores que ensinam ciências, trabalho infantil.


Texto completo:

PDF

Referências


AFONSO, M. R. Trabalhar os direitos humanos no contexto escolar: da compreensão aos instrumentos. Lisboa: DGIDC/ME, 2005. Disponível em: . Acesso em: 12 mar. 2018.

AQUINO, S. R. F. Bauman e a crítica sobre a perda da dignidade da pessoa humana em tempos líquidos. Revista Húmus, Maranhão, v. 6, n. 18, p. 70-88, 2016.

ARROYO, M. G. A infância repõe o trabalho na agenda pedagógica. In: ARROYO, M. G.; VIELLA, M. A. L.; SILVA, M. R. (Orgs.) Trabalho infância: exercícios tensos de ser criança – haverá espaço na agenda pedagógica? Petrópolis, RJ: Vozes, 2015.

AWAD, F. O princípio constitucional da dignidade da pessoa humana. Justiça do Direito, Passo Fundo, v. 20, n. 1, p. 111-120, 2006.

BARBOSA, R.; BRAGAGNOLO, R. I. Infância e Direitos Humanos: o que a escola tem haver com isso? In: RIFIOTIS, T; RODRIGUES, T. H. Educação em Direitos humanos (Org.). Florianópolis: Editora da UFSC, 2008. p. 196-202.

BAUMAN, Z. Modernidade líquida. Tradução de Plínio Dentzien. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

BAUMAN, Z. Tempos líquidos. Tradução de Carlos Alberto Medeiros. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2007.

BRASIL, 2015. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios: síntese de indicadores. IBGE. Coordenação de Trabalho e Rendimento. Rio de Janeiro: IBGE, 2016.

BRASIL. A Declaração Universal dos Direitos Humanos e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável: avanços e desafios. Brasília: Ministério dos Direitos Humanos, 2018a.

BRASIL. Anuário Brasileiro de Segurança Pública. 2018. São Paulo: Fórum Brasileiro de Segurança Pública, 2018b.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Ministério da Educação, Brasília, DF: MEC, 2017. Disponível em:

images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf>. Acesso em: 20 nov. 2019.

BRASIL. Constituição Federal. 1988. Vade-mecum. São Paulo: Saraiva, 2016.

BRASIL. Declaração Universal dos Direitos Humanos. Brasília: UNESCO do Brasil, 1998.

BRASIL. ECA. Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990. Alagoas: Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente, 2010.

BRASIL. Programa Ética e Cidadania. Construindo valores na escola e na sociedade: inclusão e exclusão social. Módulo 3: Direitos Humanos. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2007.

BRASIL. Secretaria de Direitos Humanos. Caderno de Educação em Direitos Humanos. Educação em Direitos Humanos: Diretrizes Nacionais. Brasília: Coordenação Geral de Educação em SDH/PR, Direitos Humanos, Secretaria Nacional de Promoção e De3fesa dos Direitos Humanos, 2013.

CANDAU, V. M. F.; SACAVINO, S. B. Educação em direitos humanos e formação de educadores. Educação, Porto Alegre, v. 36, n. 1, p. 59-66, 2013.

CACCIA BAVA, S. Participação, representação e novas formas de diálogo público. In: CACCIA BAVA, S.; PAULICS, V.; SPINK, P. (Org.). Novos contornos da gestão local: conceitos em construção. São Paulo, Pólis; Programa Gestão Pública e Cidadania/EAESP/FGV, 2002. p.75-103.

CHINELLI, M. V.; OLIVEIRA, V. S. Água, direito humano fundamental: para que indivíduos em situação vulnerável se façam sujeitos de direitos. In: OLIVEIRA, R. D. V. L.; QUEIROZ, G. R. P. C. (Org.). Conteúdos cordiais: química humanizada para uma escola se mordaça, 2017. p. 75-88.

COMPARATO, F.K. O princípio da igualdade e da escola. In: CARVALHO, J. S. Educação, cidadania e direitos humanos. Petrópolis: Vozes, 2004. p. 66-84.

CRESWELL, J. W. Investigação qualitativa e projeto de pesquisa: escolhendo entre cinco abordagens. Tradução: Sandra Mallmann da Rosa. 3 ed. Porto Alegre: Penso, 2014.

FERNANDES, A. V. M.; PALUDETO, M. C. Educação e direitos humanos: desafios para a escola contemporânea. Cadernos CEDES, Campinas , v. 30, n. 81, p. 233-249, 2010.

FONT, J. N.; RUFÍ, J. V. Geopolítica, identidade e globalização. São Paulo: Annablume, 2006.

GARATE, E. S. O longo caminho da luta contra a pobreza e seu alentador encontro com os direitos humanos. SUR - Revista Internacional de Direitos Humanos, São Paulo, n. 7, a. 4, p.152-167, 2007.

GORCZEVSKI, C.; KONRAD, L. R. A educação e o plano nacional de educação em direitos humanos: efetivando os direitos fundamentais no Brasil. Revista do Direito UNISC, Santa Cruz do Sul, n. 39, p. 18-42, 2013.

JOSSO, M. C. Experiências de vida e formação. 2ª ed. Natal, EDUFRN: 2010.

KANT, I. Fundamentação da metafísica dos costumes e outros escritos. São Paulo: Martin Claret, 2004.

KLIKSBERG, B. Desigualdade na América latina: o debate adiado. 3ª Ed. São Paulo: Cortez; Brasília, DF: UNESCO, 2002.

MINAYO, M. C. de. S. Trabalho de campo: contexto de observação, interação e descoberta. In: MINAYO, M. C. de. S. (Org.) Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Petrópolis, RJ: Vozes, 2016. p. 56-71. (Série Manuais Acadêmicos).

MUSEGANTE, M. L. L. Humanização na educação básica, a contribuição dos direitos humanos revista brasileira de educação básica. Revista Brasileira de Educação Básica, Belo Horizonte, v. 4, n. 12, p. 1-8, 2019.

OLIVEIRA, R. D. V. L. Educação em Ciências e Direitos Humanos: algumas percepções e uma luta constante. In: OLIVEIRA, R. D. V. L; QUEIROZ, G. R. P. C. Educação em Ciências e Direitos Humanos: reflexão-ação em/para uma sociedade plural, 2013. p.19-40.

OLIVEIRA, R. D. V. L. de; QUEIROZ, G. R. P. C. (Org.). Olhares sobre a (in)diferença:

formar-se professor de ciências a partir de uma perspectiva de Educação em Direitos

Humanos. São Paulo: Livraria da Física, 2015.

RIFIOTIS, T. Apresentação. In: RIFIOTIS, T; RODRIGUES, T. H. Educação em Direitos humanos (Org.). Florianópolis: Editora da UFSC, 2008. p. 7-17.

SANTOS, A. R. J. O que as crianças dizem sobre a escola? Educação, Santa Maria, v. 44, p. 1-18, 2019.

SANTOS, B. de S. Se Deus fosse um ativista dos direitos humanos. São Paulo: Cortez, 2013.

STORI, N. Apresentação. In: STORI, N. O despertar da sensibilidade na educação. São Paulo: Instituto Presbiteriano Mackensie; Cultura Acadêmica Editora, 2003. p. 11-14.

TOSI, G.; FERREIRA, L. F. G. Educação em direitos humanos nos sistemas internacional e nacional. In: FLORES, E. C.; FERREIRA, F. L. F. G.; MELO, V. L. B. (Org.). Educação em Direitos Humanos & Educação para os Direitos Humanos. João Pessoa/PB: Editora Universitária da UFPB, 2014. p. 37-63.

UNICEF. Declaração Universal dos Direitos das Crianças. 1959. Disponível em: < http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/declaracao_universal_direitos_crianca.pdf. Acesso em: 15 mai. 2019.

UNICEF. Situação mundial da infância (edição especial): celebrando 20 anos da Convenção sobre os Direitos da Criança. 2009. Disponível em:

anosCDC.pdf>. Acesso em: 15 mai. 2019.




DOI: http://dx.doi.org/10.18542/amazrecm.v15i34.7123

Direitos autorais 2020 Amazônia: Revista de Educação em Ciências e Matemáticas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Creative Commons License