Page Header

QUANDO A ARTE ENGAJADA SE INSURGE CONTRA A VIOLÊNCIA DE ESTADO: A HORA DOS RUMINANTES E A LUTA POLÍTICA DO BRASIL SEMIURBANO, DA LITERATURA AO CINEMA

Marcelo Cordeiro de MELLO (UFMG)

Abstract

Partimos aqui de uma discussão teórica sobre arte engajada a partir de estéticas de resistência política com as quais o cineasta Luiz Sergio Person e o crítico e roteirista Jean-Claude Bernardet dialogam, em especial, o realismo mágico o Cinema de Terceiro Mundo, particularmente como representam o ambiente interiorano semiurbano. Analisaremos sua produção, desde o longa-metragem O caso dos irmãos Naves – filme que ousou denunciar a tortura e a violência de Estado em plena Ditadura Militar – até o roteiro não-filmado A hora dos ruminantes, verdadeiro manifesto de insurgência e resistência não-violenta à Ditadura Militar. Por fim, trataremos do filme que Person realizou no auge da Ditadura, Procissão dos mortos, uma fantasia que punha em cena elementos políticos reais da América Latina da época, como guerrilhas rurais e a morte de Che Guevara.

Palavras-chave: Luiz Sergio Person. Jean-Claude Bernardet. A hora dos ruminantes. América Latina. Arte engajada


WHEN COMMITTED ART RISES AGAINST STATE VIOLENCE: THE PLAGUE OF THE RUMINANTS AND THE POLITICAL STRUGGLE IN BRAZIL, FROM LITERATURE TO CINEMA

Abstract: Our starting point is a discussion about the committed art and political resistance to which filmmaker Luiz Sergio Person and critic-screenwriter Jean-Claude Bernardet respond, especially, magical realism and Third World Cinema. The duo Person and Bernardet is an original voice within the Sixties. We analyze their production, from the feature film The case of the Naves brothers – which dared to denounce torture and state violence in Brazilian military dictatorship – up to the non-filmed screenplay The plague of the ruminants, a manifesto of insurgency and resistance against the violence of the Military Dictatorship. Finally, we will speak about the film that Person made at the most violent moment of the Dictatorship, Procession of the Dead, a fantasy that brought into playing real political elements of Latin America at the time, such as rural guerrillas and the death of Che Guevara.

Keywords: Luiz Sergio Person. Jean-Claude Bernardet. The plague of the ruminants. Latin America. Committed art


 


References


Autor Desconhecido. Jornal dos Sports, Caderno de Cultura, Seção ‘Livros’, 7 de abril de 1967.

Autor Desconhecido, ‘A hora dos ruminantes’. Última Hora. Coluna Noticiário. São Paulo, 23 de agosto de 1967.

ALEA, Tomás Gutiérrez. Dialética do Espectador. Summus Editorial, São Paulo, 1984.

BERNARDET, Jean-Claude & PERSON, Luiz Sérgio. O caso dos irmãos Naves (Chifre em cabeça de cavalo). Argumento e Roteiro. Imprensa Oficial, Coleção Aplauso. Fundação Padre Anchieta, São Paulo 2004.

BRITO, Mário da Silva. ‘As metamorfoses de Oswald de Andrade’ in Ensaio, volume 79, Latin American documents, Conselho Estadual de Cultura, Comissão de Literatura, 1972.

DALCASTAGNÈ, Regina, O espaço da dor. O regime de 64 no romance brasileiro, EdUnB, 1996.

DELEUZE, Gilles & GUATTARI, Félix, ‘1933: Micropolítica & Segmentaridade’ in Mil Platôs. Capitalismo e Esquizofrenia, vol. 3, Editora 34, 2012.

FILHO, Antenor Adorne & SOUZA, Eduardo Oliveira Coelho de, ‘Censura cinematográfica no Brasil: 1964 / 1970’ in Historiador: História, sociedade e cultura, n. 2, ano 2, dezembro de 2009.

GORENDER, Jacob. Combate nas trevas: a esquerda brasileira – das ilusões perdidas à luta armada. Ática, São Paulo, 1987.

GUEVARA, Ernesto Che. Principios generales de la lucha guerrillera. Capítulo 1. Subcapítulo ‘Esencia de la lucha guerrillera’.

HOBSBAWN, Eric. Bandidos. Paz & Terra, 2012.

JAMESON, Fredric. ‘On Magic Realism in Film’ In Critical Inquiry, n. 12, inverno de 1986. The University of Chicago.

KOTHE, Flávio. A alegoria. Ática, São Paulo, 1986.

LABAKI, Amir. ‘Não pense hoje o que você pensou ontem’. Folha de São Paulo, ilustrada, 25 de abril de 1995A.

LABAKI, Amir, ‘História oculta do cinema brasileiro’ in Folha de São Paulo, Caderno Mais, 27 de agosto de 1995B.

LABAKI, Amir (org.), Person por Person. Biblioteca É tudo verdade. Centro Cultural Banco do Brasil, 2002.

MAIAKÓVSKI, Poemas, Tradução de Boris Schnaiderman, Augusto de Campos e Haroldo de Campos. Editora Perspectiva, 2008.

PERSON, Marina. Person. Filme documentário, 2006.

RAMOS, Fernão, ‘Os novos rumos do cinema brasileiro (1955-1970)’ in RAMOS, F. (org.), História do cinema brasileiro. Art Editora, São Paulo, 1987.

RIDENTI, Marcelo, Em busca do povo brasileiro. Artistas da revolução, do CPC à era da TV. UNESP, 2014.

RAMOS, Fernão & MIRANDA, Luiz Felipe. Enciclopédia do cinema brasileiro, Senac, 2000.

SANTIAGO, Silviano. Sobre José J. Veiga. Vídeo publicado no canal do Youtube da Companhia das Letras em 24 de fevereiro de 2015.

SARTRE, O que é literatura?, Ática, São Paulo, 1989.

SHOHAT, Ella & STAM, Robert. Crítica da Imagem Eurocêntrica. Multiculturalismo e Representação, Cosac Naify, São Paulo, 2006.

SIMÕES, Inimá. Roteiro da intolerância: a censura cinematográfica no Brasil. Editora Senac, São Paulo, 1999.

SODRÉ, Nelson Werneck. Quem é o povo no Brasil. Coleção Cadernos do Povo Brasileiro. Civilização Brasileira, Rio de Janeiro, 1962.

STAM, Robert. Introdução À Teoria Do Cinema, Papirus, 2003.

VIGNA, Anne, VIANA, Natalia & ONÇA, Luciano. ‘Napalm no Vale do Ribeira’ in A Pública, 25 de agosto de 2014.

XIAOBO, LIU. Não Tenho Inimigos, Não Conheço o Ódio. Casa das Letras, 2011.




DOI: http://dx.doi.org/10.18542/rmi.v15i24.10056

Copyright (c) 2021 Marcelo Cordeiro de Mello

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Indexing for:

 

 

Impact Factor 1.54


 Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License

Federal University of Pará - Abaetetuba Campus - EditorAbaete

Post-Graduate Program in Cities, Territories, and Identities (PPGCITI)

ISSN: 1806-0560 e-ISSN: 1982-5374

DOI: https://dx.doi.org/10.18542

         

Free counters!