Page Header

IMAGENS DO ESPAÇO URBANO E DA VIOLÊNCIA EM CANÇÕES DA MÚSICA POPULAR

Élcio Loureiro CORNELSEN (UFMG)

Abstract

Este breve estudo tem por objetivo estabelecer uma relação entre espaço urbano e violência, e o modo como tal relação se faz presente em letras de canções da música popular. Foram selecionadas letras de quatro canções para comporem o corpus de análise: “De frente pro crime” (1975), de João Bosco, “Veraneio vascaína” (1986), do grupo Capital Inicial, “Periferia é periferia” (1997), do grupo Racionais MC’s, e “Minha alma” (1999), do grupo O Rappa. Partimos do conceito de violência, conforme proposto por Tânia Pellegrini enquanto “o uso da força para causar dano físico ou psicológico a outra pessoa”. O estudo evidenciou que o principal aspecto em comum entre as quatro canções é a crítica ao potencial de violência no espaço urbano brasileiro. Desse modo, tais questões podem ser entendidas também na chave do conceito de resistência, conforme postulado por Michael Foucault e, respectivamente, Alfredo Bosi.

 


References


BOSCO, João. De frente pro crime (1975; Caça à raposa). Disponível em: https://www.letras.mus.br/joao-bosco/46513/; acesso em: 03 out. 2016.

BOSI, Alfredo. Narrativa e resistência. Itinerários. Araraquara, SP, n. 10, p. 11- 27, 1996. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/itinerarios/article/view/2577/2207 ; acesso em: 25 jan. 2021.

BURNETT, Henry. Cultura popular, música popular, música de entretenimento: o que é isso, a MPB? Artefilosofia. Ouro Preto, n. 4, p. 105-123, jan. 2008. Disponível em: https://periodicos.ufop.br:8082/pp/index.php/raf/article/view/740; acesso em: 28 jan. 2021.

CAROCHA, Maika Lois. Pelos versos das canções: um estudo sobre o funcionamento da censura musical durante a ditadura militar brasileira (1964-1985). Dissertação, Rio de Janeiro: UFRJ, 2007. Disponível em: http://livros01.livrosgratis.com.br/cp056879.pdf; acesso em: 16 abr. 2021.

GARCIA, Walter. Ouvindo Racionais MC’S. Teresa: revista de Literatura Brasileira [4 | 5], São Paulo, p. 166-180, 2004. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/teresa/article/view/116377; acesso em: 20 abr. 2021.

GINZBURG, Jaime. Tempos sombrios. In: GINZBURG, Jaime. Literatura, violência e melancolia. Campinas, SP: Autores Associados, 2013, p. 77-103.

GOUVÊA, Maria Aparecida Rocha. “Você corta um verso, eu invento outro”: o poder linguístico-discursivo da música de protesto no período da ditadura militar. Literatura e Autoritarismo. Santa Maria, RS, n. 23, p. 22-32, 2014. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/LA/article/view/13954/pdf; acesso em: 27 jan. 2021.

GRABOIS, Pedro Fornaciari. Governo, resistência e práticas de subjetivação em Michael Foucault. Dissertação, Rio de Janeiro: IFCS/UFRJ, 2013, p. 56-62. Disponível em: http://www.bdtd.uerj.br/tde_busca/arquivo.php?codArquivo=6079 ; acesso em: 24 abr. 2021.

HERMETO, Miriam. Canção popular brasileira e ensino de história: palavras, sons e tantos sentidos. Belo Horizonte: Autêntica, 2012.

NASCIMENTO, Jorge Luiz do. Violência policial, racismo e resistência: notas a partir da MPB. In: VERMES, Mónica; SODRÉ, Paulo Roberto;

SALGUEIRO, Wilberth (orgs.). Entre literatura e música. Vitória, ES: EDUFES, 2019, p. 71-97.

NATHANAILIDIS, Andressa Zoi. Das fissuras sociais ao grito pela arte: o rap, a revolta e a política, nos trâmites de uma “nova canção”. 2011. Anais do XXXIV Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação – Recife, PE – 2 a 6 set. 2011, p. 1-15, 2011. Disponível em: http://www.intercom.org.br/papers/nacionais/2011/resumos/R6-2333-1.pdf; acesso em: 25 jan. 2021.

NESTRÓVSKI, Arthur. Apresentação: na zoeira da banguela. In: NESTRÓVSKI, Arthur (org.). Música Popular Brasileira hoje. 2. Ed., São Paulo: Publifolha, 2002, p. 12-15.

O RAPPA. Minha alma (1999; Lado B Lado A). Disponível em: https://www.letras.mus.br/o-rappa/28945/; acesso em: 03 out. 2016.

OLIVEIRA, Anita Loureiro de. Música e vida urbana: encontros e confrontos na cidade do Rio de Janeiro (1990-2008). Corpocidade. Salvador, BA, 2008. Disponível em: http://www.corpocidade.dan.ufba.br/arquivos/resultado/ST1/AnitaLoureiroOliveira.pdf; acesso em: 17 abr. 2021.

ORELLANA, Rodrigo de Castro. A ética da resistência. Ecopolítica. São Paulo, n. 2, p. 37-63, 2011-2012. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/ecopolitica/article/view/9089 ; acesso em: 15 abr. 2021.

PELLEGRINI, Tânia. No fio da navalha: literatura e violência no Brasil de hoje. Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea. Brasília, DF, n. 24, p. 15-34, 2004. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/estudos/article/view/9003 ; acesso em: 25 jan. 2021.

RACIONAIS MC’s. Periferia é periferia (1997; Sobrevivendo no inferno). Disponível em: https://www.letras.mus.br/racionais-mcs/72468/; acesso em: 03 out. 2016.

RUSSO, Renato; LEMOS, Flávio. Veraneio Vascaína (1986; Capital Inicial). disponível em: https://www.letras.mus.br/capital-inicial/6794/; acesso em: 03 out. 2016.

SCHØLLHAMMER, Karl Erik. A violência como desafio para a literatura brasileira contemporânea. In: SCHØLLHAMMER, Karl Erik. Cena do crime: violência e realismo no Brasil Contemporâneo. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2013, p. 39-102.

SOUZA, Rosangela; PEREIRA, Marco Aurélio Monteiro. A música como instrumento de resistência contra a repressão da ditadura no período em torno de 1968 a 1979. Os desafios da escola pública paranaense na perspectiva do professor PDE (Artigos). Curitiba, Governo do Estado do Paraná, p. 2-17, 2013. Disponível em: http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/cadernospde/pdebusca/producoes_pde/2013/2013_uepg_hist_artigo_rosangela_de_souza.pdf; acesso em: 25. jan. 2021.

VILARINO, Ramon Casas. A MPB em movimento: música, festivais e censura. São Paulo: Olho d’Água, 2006.




DOI: http://dx.doi.org/10.18542/rmi.v15i25.10684

Copyright (c) 2021 Élcio Loureiro Cornelsen (UFMG)

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Indexing for:

 

 

Impact Factor 1.54


 Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License

Federal University of Pará - Abaetetuba Campus - EditorAbaete

Post-Graduate Program in Cities, Territories, and Identities (PPGCITI)

ISSN: 1806-0560 e-ISSN: 1982-5374

DOI: https://dx.doi.org/10.18542

         

Free counters!