Page Header

“CHILDHOOD WITHOUT PORNOGRAPHY” AND THE ANTI-GENDER MOVEMENT: CONCEPTUAL APPROACHES

Gabriela BERCHT (UFRGS), Carlos Eduardo BARZOTTO (UFRGS)

Abstract

Abstract: Given the proliferation of Law Projects titled “Childhood Without Pornography” in Brazil, this article has as its aims to comprehend how this dispersal happens and what are its discursive impacts on Brazilian education. It is questioned, here, if the emergency of such legislative acts can be seen as an expression of the antigender movement. For such, a double movement was achieved: firstly, the debate about pornography and education was mapped in order to, secondly, make a survey on the propositions of this kind already made in Brazil. Fifty occurrences of that type were found in Brazil and, from them, we argue that the law project titled “Childhood Without Pornography” can be understood as a new expression of the antigender movement in Brazilian education.

Keywords: Childhood Without Pornography. Antigender movement. Education.


References


BARZOTTO, Carlos E. Distopia à Brasileira: a (re)produção do discurso antigênero no contexto das políticas públicas educacionais de municípios do Rio Grande do Sul (2014-2019). Porto Alegre: UFRGS, 2020, 146f. Dissertação (Mestrado em Educação), Faculdade de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2020.

BAUMEL, Cynthia., SILVA, Priscilla., GUERRA, Valeshka., GARCIA, Agnaldo., & TRINDADE, Zeidi. “Atitudes de jovens frente à pornografia e suas consequências”. Psico-USF, Bragança Paulista, v. 24, n. 1, 131-144, jun/mar. 2019.

BORGES, Rafaela O.; BORGES, Zulmira N. Pânico moral e ideologia de gênero articulados na supressão de diretrizes sobre questões de gênero e sexualidade nas escolas. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 23, p. 1-23, 2018.

BRASIL. Câmara dos Deputados. Projeto de Lei nº 9.645, de 28 de fevereiro de 2018. Dispõe sobre o respeito dos serviços públicos à dignidade especial de crianças e adolescentes, pessoas em desenvolvimento e em condição de especial fragilidade psicológica. Disponível em: https://www.camara.leg.br/propostas-legislativas/2168540. Acesso em: 23 set. 2021.

BROWN, Jane., L’ENGLE, Kelly L. “X-rated sexual attitudes and behaviors associated with US early adolescents’ exposure to sexually explicit media”. Communication Research, n. 36, v. 1,129-151, 2009.

CADILHE, Alexandre J. “Não deveria ter tanta Preocupação se o Projeto é Inócuo”: Trajetórias Textuais e Indexicalidade nos Discursos do Projeto de Lei Infância sem Pornografia. Linguagem em Foco, v. 11, n. 2, p. 180-196, 2020.

CARVALHO, Marcos C.; SÍVORI, Horacio Federico. Ensino Religioso, gênero e sexualidade na política educacional brasileira. Cadernos Pagu, Campinas, n. 50, p. 1-37, 2017

DOHERTY, Kelly M. "www.Obscenity.com: an Analysis of Obscenity and Indecency Regulation of the Internet," Akron Law Review: Vol. 32, n. 2 ,1999. p.1-37.

Disponível em: https://ideaexchange.uakron.edu/akronlawreview/vol32/iss2/2. Acesso em 29/09/2021

DWORKIN, Andrea. Pornography: Men Possessing Women, EUA: G. P. Putnams Sons, 1981.

FOUCAULT, Michel. A Ordem do Discurso: aula inaugural no Collège de France, pronunciada em 2 de dezembro de 1970. Trad. Laura Fraga de Almeida Sampaio. 5ª ed. São Paulo: Edições Loyola, 1999a. Disponível em: . Acesso em: 23 set. 2021.

FOUCAULT, Michel. História da Sexualidade 2: o uso dos prazeres. Rio de Janeiro: Edições Graal, 2006.

GORDON, George N. Erotic Communications: Studies in Sex, Sin, and Censorship. New York: Hastings House, 1980.

GUERRA, Valeschka Martins; ANDRADE, Fernando Cezar B; DIAS, Mardonio Rique. “Atitudes de estudantes universitários frente ao consumo de materiais pornográficos”. Estud. psicol. Natal, vol.9, n.2, pp.269-277, 2004

JUNQUEIRA, Rogério. “Ideologia de Gênero”: a gênese de uma categoria política reacionária – ou: a promoção dos direitos humanos se tornou uma “ameaça à família natural”?. In: RIBEIRO, Paula R. C.;

MAGALHÃES, Joanalira C. (orgs.). Debates contemporâneos sobre Educação para a sexualidade. Rio Grande: Ed. Da FURG, 2017, p. 25-52.

KENDRICK, Walter. El museu secreto: La pornografía en la cultura moderna. Colombia: Ed. Tercer Mundo, 1995.

KUHAR, Roman; ZOBEC, Aleš. The Anti-Gender Movement in Europe and the Educational Process in Public Schools. C-E-P-S Journal, Ycar, vol. 7, no. 2, p. 29-46, 2017.

LÖFGREN-MÅRTENSON, Lotta; MÅNSSON, Sven- Axel. “Lust, Love, and Life: A Qualitative Study of Swedish Adolescents Perceptions and Experiences with Pornography”. Journal of sex reserch, v. 47, ed. 6. p. 568-579. 2009.

LOURO, Guacira Lopes. “Pedagogias da sexualidade”. In. LOURO, Guacira Lopes (org). O corpo educado: pedagogias da sexualidade. Belo Horizonte: Autêntica, 2000. p. 07-34.

MACKINNON, Catharine. Only words. Cambridge: Harvard University Press, 1993.

MACKINNON, Catharine; DWORKIN, Andrea (eds). In harm’s way: The pornography civil rights hearings. Cambridge: Harvard University Press, 1997.

MARTELLOZZO, Elena; MONAGHAN, Andy; ADLER, Joanna R.; DAVIDSON, Julia; LEYVA, Rodolfo; HORVATH, Miranda. A. H. “I wasn’t sure it was normal to watch it…” A quantitative and qualitative examination of the impact of online pornography on the values, attitudes, beliefs and behaviours of children and young people. London: Middlesex University, 2017.

MENDONÇA, Ana. Damares pede suspensão do filme ‘Cuties’ e acusa Netflix de ‘erotização precoce’. Estado de Minas, Belo Horizonte, 21 de setembro de 2020. Disponível em: https://www.em.com.br/app/noticia/politica/2020/09/21/interna_politica,1187479/damares-pede-suspensao-filme-cuties-acusa-netflix-erotizacao-precoce.shtml. Acesso em: 23 set. 2021.

MENDONÇA, Amanda André. Estado, religião e democracia: reflexões a partir dos debates sobre “ideologia de gênero” no Plano Nacional de Educação. Universidade Federal Fluminense, 2017. 249f. Tese, Doutorado em Política Social, Niterói: Universidade Federal Fluminense, 2017.

MÉRIDA, Alexis Conde; RODRÍGUEZ, Alaín Darcourt; MORÉ, Carlos Alberto Pérez; MARTÍNEZ, Yanet Ravassa. “Aproximación al consumo de materiales de contenido sexual explícito en adolescentes y jóvenes.” Revista Cubana de Enfermería; v.32, n.4, 126-135, 2016.

MEYER, Dagmar. Teorias e políticas de gênero: fragmentos históricos e desafios atuais. Revista Brasileira de Enfermagem, Brasília, n. 57, v. 1, p. 13-18., jan/fev. 2004.

MIGUEL, Luis Felipe. Da “doutrinação marxista” à “ideologia de gênero” – Escola sem Partido e as leis da mordaça no Parlamento brasileiro. Revista Direito & Práxis, Rio de Janeiro, Vol. 7, n. 15, p. 590-621, 2016.

MIKOS, Camila M. F.; SIERRA, Jamil C. Genealogias da Educação sexual do do cinema pornô: aproximações entre os discursos “anti-ideológicos” atuais e os “anti-pornográficos” de outrora. Revista Diversidade e Educação, v. 9, n. 1, p. 124-145, 2021.

PARAÍSO, Marlucy A. Metodologias de pesquisas pós-críticas em educação e currículo: trajetórias, pressupostos, procedimentos e estratégias analíticas. In: MEYER, Dagmar Estermann; PARAÍSO, Marlucy Alves (orgs.). Metodologias de Pesquisas Pós-Críticas em Educação. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2012. p. 23-46.

______. Fazer do caos uma estrela dançarina no currículo: invenção política com gênero e sexualidade em tempos do slogan “ideologia de gênero”. In: PARAÍSO, Marlucy A.; CALDEIRA, Maria C. da S. Pesquisas sobre currículos, gêneros e sexualidades. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2018, pp. 23-52.

PARREIRAS, Carolina. Altporn, corpos, categorias, espaços e redes: um estudo etnográfico sobre pornografia online. 2015. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) – Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Estadual de Campinas, São Paulo, Brasil.

PATERNOTTE, David; KUHAR, Roman. The anti-gender movement in comparative perspective. In: KUHAR, Roman; PATERNOTTE, David (Orgs.). Anti-Gender Campaigns in Europe – Mobilizing against Equality. London: Rowman & Littlefield Internacional Ltd, 2017, p. 253-276 (ebook).

PRIOSTE, Cláudia Dias. O adolescente e a internet: laços e embaraços no mundo virtual. Tese de doutorado, Faculdade de Educação, USP, São Paulo, 2013, 361 p.

PRECIADO, Paul B. Testo Junkie: Sexo, drogas e biopolítica na era farmacopornográfica. São Paulo: n-1 edicões, 2018.

PRECIADO, Paul B. “Museu, lixo urbano e pornografia.” Periódicus – Revista de estudos indisciplinares em gêneros e sexualidades, Salvador, n.8, v.1, p.20-31, nov-abr, 2018b.

ROMITO, Patrizia; BELTRAMINI, Lucia. “Factors Associates With Exposure to Violent or Degrading Pornography Among High School Students.” The Journal of School Nursing, Vol. 31, n. 4, p.280-290. 2015.

ROTHMAN, Emily F; KACZMARSKY, Courtney; BUERKE, Nina; JANSEN, Emily; BAUGHMAN, Allyson. “‘Without Porn … I Wouldn't Know Half the Things I Know Now’: A Qualitative Study of Pornography Use Among a Sample of Urban, Low-Income, Black and Hispanic Youth”, The Journal of Sex Research, v.52, n. 7, 736-746, 2014.

ROTHMAN, Emily F. et al. A Pornography Literacy Class for Youth: Results of a Feasibility and Efficacy Pilot Study, In American Journal of Sexuality. Education, v.13, n. 1, 1-17, 2018.

RUBIN, Gayle. “Blood under the Bridge: Reflections on ‘Thinking Sex’”. In: RUBIN, Gayle. Deviations: a Gayle Rubin reader. Durham and London: Duke University Press, 2011. p. 194-223.

RUBIN, Gayle. “Pensando o sexo”. In: RUBIN, Gayle. Políticas do sexo [ebook]. São Paulo: Ubu Editora, 2017. p. 70-175.

SHELB, Guilherme. Projeto de Lei Municipal “Infância sem Pornografia”. Infância e Família, 2016. Disponível em: https://infanciaefamilia.com.br/projeto-de-lei-municipal-infancia-sem-pornografia/. Acesso em: 23 set. 2021.

SHOR, Eran; SEIDA, Kimberly. Agression in Pornography: Myth and Realities. New York: Routledge, 2021.

VEIGA-NETO, Alfredo. Olhares.... In: COSTA, Marisa V (org.). Caminhos Investigativos I: novos olhares na pesquisa em educação. 3ª ed. Rio de Janeiro, Lamparina editora, 2007. p. 23- 38.

WONDRACEK, Gilbert et al. “Is the Internet for porn? An insight into the online adult industry.” In: Proceedings WEIS 2010- 9th Workshop on Economics of Information Security, Boston, 7-8 de jun. 2010, p. 1-14.




DOI: http://dx.doi.org/10.18542/rmi.v16i26.11061

Copyright (c) 2022 Gabriela Bercht, Carlos Eduardo Barzotto

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Indexing for:

 

 

Impact Factor 1.54


 Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License

Federal University of Pará - Abaetetuba Campus - EditorAbaete

Post-Graduate Program in Cities, Territories, and Identities (PPGCITI)

ISSN: 1806-0560 e-ISSN: 1982-5374

DOI: https://dx.doi.org/10.18542

         

Free counters!