Logo do cabeçalho da página Revista Margens Interdisciplinar

PALAVRA E SILÊNCIO: O TESTEMUNHO FICCIONAL EM A COSTA DOS MURMÚRIOS

Nícia Petreceli Zucolo, Allison Leão

Resumo

O romance A costa dos murmúrios, da portuguesa Lídia Jorge, contempla a tríade literatura-história-memória, perspectivada pela ótica da narração feminina articula suas memórias individuais às memórias históricas ao longo de mais de quarenta anos de ditadura portuguesa. O romance nos leva a refletir sobre os sentidos da palavra e do silêncio, por meio do murmúrio, mesmo que nem sempre articulado ou sinfônico, muitas vezes, incômodo, ganhando sentido pelo distanciamento e combinação que valorize cada som, individualmente, fazendo sentido após serem repassados, um a um, reconhecidos por seu timbre e valor, igualitariamente.

 

Palavras-chave: Palavra. Silêncio. Murmúrio. Memória. Ditadura


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/rmi.v9i13.2674

Copyright © 2015 - Todos os direitos reservados à Revista Margens Interdisciplinar - ISSN: 1982-5374

Universidade Federal do Pará - Campus Universitário de Abaetetuba - Editora Campus de Abaetetuba