Logo do cabeçalho da página Revista Margens Interdisciplinar

A DIALÉTICA DA CONTRIBUIÇÃO DO BRINQUEDO DE MIRITI PARA O DESENVOLVIMENTO INFANTIL E PROCESSOS DE INDIVIDUALIZAÇÃO DA CRIANÇA

Alcione Sousa de Meneses

Resumo

Este ensaio discute, tomando como fundamento o apostes dos teóricos da Escola de Frankfurt (especificamente Adorno, Horkheimer, Benjamin Marcuse), as marcas sociais pregadas ao brinquedo nas sociedades tencno-burocráticas e sua nefasta consequência à formação autônoma. Com este objetivo, é patente a reflesão sobre cultura e educação em sentido lato a partir da tese que aqui se defende, qual seja, a crítica radical ao processo de socialização da criaça imanente ao brinquedo, dado a perda de singularidade deste e sua capacidade de desenvolver a individualidade na cultura tornada mercadoria por (con)formar subjetivamente a criança à heteronomia nos processos de identificações sucessivas, especialmente mediadas pelos brinquedos massificdos wnquanto objetos e narrativas. Considera-se que, subjacente ao brinquedo, encontra-se subsumido o processo de individuação, o qual presupõe a relação dialética entre indivídou e cultura, incluindo aí as potencialidades e os limites formativos dos brinquedos com consequências para o processo de desenvolvimento se cosiderarmos este a partir da multideterminação do ser humano enquanto ser complexoe com existência peculiar.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/rmi.v3i4.2987

Copyright © 2015 - Todos os direitos reservados à Revista Margens Interdisciplinar - ISSN: 1982-5374

Universidade Federal do Pará - Campus Universitário de Abaetetuba - Editora Campus de Abaetetuba