Page Header

RACIONALIZAÇÃO DAS ARTES PARA O SÉCULO XXI

Louise Bogea RIBEIRO (UFPA), Raquel Chagas SANTOS (UFPA), Milena Moraes Araújo SOUZA (FIBRA), Jussara Silveira DERENJI (UFPA)

Abstract

A partir da participação no curso de extensão Tribuna do Cretino, quando discutimos a crítica artística, pretende-se caracterizar três critérios fundamentais para o reconhecimento de uma obra artística, com base em princípios de Georg Wilhelm Friedrich Hegel (1770-1831), na tentativa de promover a interação artista e público, valorizando o ofício e os profissionais da área, sem limitar as produções de arte em seus diversos suportes. Descreve-se as definições da origem, conteúdo, finalidade e capacidade de transmissão de mensagens de uma obra qualquer, ao discutir-se relações entre a criação do senso comum e o inédito, considerando o carente diálogo junto aos consumidores de arte, cuja problemática precisa ser superada. Espera-se contribuir para a união sensível e racional, bem como o desenvolvimento de uma prática artística contra o atual cenário banalizante e danoso para o espírito humano, com significativa falta de comunicação artístico-cultural e pouco entendimento para que serve a arte.

Palavras-chave: Comunicação. Artes visuais. Crítica de arte.


RATIONALIZATION OF ARTS FOR THE 21ST CENTURY

Abstract: In order to characterize three fundamental criteria for the recognition of an artistic work, based on the principles of Georg Wilhelm Friedrich Hegel (1770-1831), when discussing artistic criticism during the course Tribuna do Cretino, this essay was produced. As an attempt to promote the artist and public interaction, valuing the craft and professionals of the area, without limiting the production of art in its most diverse supports. It is defined as the origin, content, purpose, and ability to transmit messages of any artwork, when discussing the relations between new creation and reality, considering the lack of dialogue with the consumers of art. It is hoped to contribute to the union of the sensible and rational, as well as the development of an artistic practice against the current banalizing and damaging scenario for the human spirit, with a significant lack of artistic-cultural communication and little understanding for what serves the art.

Keywords: Communication. Visual arts. Art criticism.

 


References


BOGEA, Louise. Paz. Óleo sobre tela, 30x40 cm. Acervo pessoal. 2016.

BOGEA, Louise. Rosé. Óleo sobre tela, 30x40 cm. Acervo pessoal. 2016.

ADORNO, Theodor W. & HORKHEIMER, Max. Dialética do Esclarecimento. Tradução de Guido de Almeida. ZAHAR. 1985.

BIASOLI, Carmen Lúcia Abadie. A formação do professor de arte: do ensaio à encenação. Campinas-SP: Papirus, 1999.

DANTO, Arthur Coleman. After the end of art: Contemporary Art and the Pale of History. Princeton University Press, 1997.

_____________. Após o fim da arte – A arte contemporânea e os limites da História. Tradução de Saulo Krieger. Edusp, 2006.

GOMES, Carlos Alberto. Uma filosofia da cultura, prospectiva da hiper-modernidade. Tese de doutorado. Universidade Nova de Lisboa, 2011.

HEGEL, Georg. W. F. Enciclopédia das Ciências Filosóficas em Compêndio. Trad. Paulo Meneses e Pe. José Machado. São Paulo: Loyola, 1995.

_____________. Estética. Tradução por Alfredo Llanos. Buenos Aires: Ed. Siglo Veinte, 1983.

_____________. Esthétique. Tradução por S. Jankélévitch. Paris: Flammarion, 1979.

_____________. Estética. A Ideia e o Ideal. Tradução de Orlando Vitorino. Lisboa: Guimarães Editores, 1952.

_____________. Os Pensadores. São Paulo, Nova Cultural, 1999.

_____________. Fenomenologia do Espírito. Trad. Paulo Meneses. Petrópolis: Vozes, 2005.

HEINEMANN, Fritz. A Filosofia no Século XX. 3ª ed., Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1983.

KANT, Immanuel. Critique of Judgment, Translated by J. H. Bernard, New York: Hafner Publishing, 1951.

______________. Crítica da Razão Pura. Tradução por J. Rodrigues de Merege. Ed. Acrópolis. 2001.

KIMBALL, Roger. O fim da arte. Tradução de Cristian Clemente (FFLCH-USP). Instituto de Formação e Educação (IFE), Dicta & Contradicta, 2008.

LÉSPER, Avelina. El Arte Contemporáneo - El dogma incuestionable. Escuela Nacional de Artes Plásticas (ENAP). Conferência. 2012.

FERREIRA, Almir. O caráter racional da estética em Hegel. Universidade Federal do Maranhão. Cadernos de Pesquisa. São Luís, v. 11, n. 1, 2000, pp. 44-56.

TELLES, Martha & TORRES, Fernanda Lopes. O Papel da Crítica na Formação de um Pensamento de Arte Contemporânea no Brasil na Década de 1970. 17° Encontro Nacional da Associação Nacional de Pesquisadores em Artes Plásticas Panorama da Pesquisa em Artes Visuais. Florianópolis, 2008.




DOI: http://dx.doi.org/10.18542/rmi.v11i17.5716

Copyright (c) 2021 Revista Margens Interdisciplinar

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Indexing for:

 

 

Impact Factor 1.54


 Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License

Federal University of Pará - Abaetetuba Campus - EditorAbaete

Post-Graduate Program in Cities, Territories, and Identities (PPGCITI)

ISSN: 1806-0560 e-ISSN: 1982-5374

DOI: https://dx.doi.org/10.18542

         

Free counters!