Page Header

RELAÇÃO ENTRE RECURSOS NATURAIS, IDENTIDADES TRADIDIONAIS E LÍNGUAS NA AMAZÔNIA BRASILEIRA

Edson Freitas GOMES (UNIFESSPA)

Abstract

O objetivo deste artigo é apresentar e discutir algumas das razões que têm causado a perda progressiva de parcela significativa de recursos naturais no Brasil, em especial, na Amazônia Brasileira e, as consequências dessa perda para a manutenção do modo de vida das populações tradicionais em relação aos seus territórios, suas identidades e suas línguas, com destaque para os povos indígenas que são um dos maiores responsáveis pela conservação da natureza. Os dados são provenientes de sites, artigos científicos e no caso dos dados linguísticos, do trabalho de campo do autor. Concluiu-se que o progresso prometido com a exploração dos recursos naturais da Amazônia, não resultou satisfatório para a grande maioria da população brasileira, em especial as populações tradicionais.

Palavras-chave: Línguas indígenas. Populações tradicionais. Recursos naturais.


RELATION BETWEEN NATURAL RESOURCES, TRADITIONAL IDENTITIES, AND LANGUAGES IN THE BRAZILIAN AMAZON

Abstract: The aim of this article is to present and discuss some of the reasons that have caused the progressive loss of a significant portion of natural in Brazil, especially in the Brazilian Amazon, and the consequences of this loss for the maintenance of the traditional people’s way of life in relation to their territories, their identities, and their languages, with emphasis on indigenous people who are one of the most responsible for nature conservation. The data comes from websites scientific articles and in the case of the linguistic data, from the author’s fieldwork. It was concluded that the progress promised with the exploitation of the natural resources of the Amazon, was not satisfactory for the great majority of the Brazilian population, especially the traditional populations.


Keywords: Indigenous languages. Traditional populations. Natural resources.


References


BAGNO, Marcos. Preconceito linguístico: o que é como se faz. São Paulo: Loyola, 2000.

CALDEIRA, Jorge. História da riqueza no Brasil. Rio de Janeiro: Estação Brasil, 2017.

COUTO, Hildo Honório do. Linguística, ecologia e ecolinguística: contato de línguas. São Paulo: Contexto, 2009.

FUNASA 2011. Terra indígena Kayapó. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Terra_Ind%C3%ADgena_Kayap%C3%B3#cite_note-isa408-2. Acesso em: 7 mai. 2018.

GALUCIO, Ana Vilacy M. et al. Documentação de línguas: novos caminhos da documentação de línguas dos povos originários. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=iz_wmMHtVgc. Exibido em: 16 jun 2020.

ISA. Instituto Socioambiental. Terras indígenas do Brasil. Disponível em: https://www.socioambiental.org/pt-br/mapas/terras-indigenas-do-brasil-janeiro-2017. Acesso em: 05 jan 2021.

ISA. Instituto Socioambiental. Disponível em: https://www.socioambiental.org/pt-br/noticias-socioambientais. Acesso em: 17 jun 2020.

JANSON, Tore. A história das línguas: uma introdução. São Paulo: Parábola, 2015.

LEA, Vanessa R. Riquezas intangíveis de pessoas partíveis: os Mẽbêngôkre (Kayapó) do Brasil Central. São Paulo: EDUSP, 2012.

MOORE, D. As línguas indígenas no Brasil hoje. In: MELLO, H.; ALTENHOFEN, C; RASO, T. (Org.). Os Contatos linguísticos no Brasil. 1ed. Belo Horizonte: Editora UFMG, v., 2011, p. 217-240.

PARDINI, Patrick. Amazônia indígena: a floresta como sujeito. Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas, v. 15, n. 1, 2020.

REDE XINGU+. Monitoramento Covid-19 na bacia do Xingu. Disponível em: https://www.xingumais.org.br/home. Acesso em: 30 dez 2020.

REVISTA EXAME. Disponível em: https://exame.com/brasil. Acesso em: 28 dez 2020.

LÓPEZ GARCÉS, Claudia; LAQUES, Anne-Elisabeth; COELHO-FERREIRA, Márlia. A beleza das roças: agrobiodiversidade Mebêngôkre-Kayapó em tempos de globalização. Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas, Belém, v. 7, n. 2, 2012, p. 339-369.

RODRIGUES. Aryon Dall’Igna. Línguas indígenas: 500 anos de descobertas e perdas. D.E.L.T.A., v. 9, n.1, 1993, p. 83-103.

TODOROV, T. A Conquista da América: a questão do outro. In: PARDINI, Patrick 2020. Amazônia indígena: a floresta como sujeito. Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas, 15(1), e20190009.

TURNER, Terence. Da cosmologia à história: resistência, adaptação e consciência social entre os Kayapó. Cadernos de Campo – n. 1, 1991.




DOI: http://dx.doi.org/10.18542/rmi.v15i24.9797

Copyright (c) 2021 Edson Freitas Gomes

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Indexing for:

 

 

Impact Factor 1.54


 Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License

Federal University of Pará - Abaetetuba Campus - EditorAbaete

Post-Graduate Program in Cities, Territories, and Identities (PPGCITI)

ISSN: 1806-0560 e-ISSN: 1982-5374

DOI: https://dx.doi.org/10.18542

         

Free counters!